Obras corretivas são mais onerosas que obras preventivas
12 de agosto de 2020
O que é e como funciona a economia compartilhada no condomínio?
17 de agosto de 2020

O que é SPDA? Veja como trazer mais segurança para o condomínio

Independente de quantas pessoas moram em um condomínio, é extremamente necessário oferecer a segurança adequada para todos os seus moradores. Para evitar determinados problemas, a utilização de um SPDA é essencial.

O que é SPDA?

Para dar início, a sigla SPDA significa Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas. Logo, é um sistema que serve para garantir a proteção de prédios, instalações industriais, tanques e demais estruturas que podem ser mais facilmente afetados por descargas atmosféricas.

Em suma, todos os SPDAs são compostos por tipos de dispositivos que servem para ser instalados em pontos altos de estruturas e demais instalações. Assim, proporcionam um caminho para que a descarga vá para a terra. É assim que os SPDAs conseguem evitar danos em equipamentos e estruturas.

Além disso, os SPDAs também são ótimos para garantir a segurança dos moradores, já que evitam que alguma descarga atmosférica atinja alguma pessoa ou animal assim que entrar em contato com o local.

SPDA para condomínios

Como a intenção é proteger os prédios e outras estruturas dos efeitos que relâmpagos podem causar, a utilização de SPDAs para condomínios é essencial e, principalmente, obrigatório. Por conta disso, dentre os principais componentes de um SPDA, estão:

  • Terminais aéreos e captores;
  • Condutores de descida;
  • Terminais de aterramento;
  • Caixas de inspeção;
  • Condutores de ligação equipotencial.

Em relação aos condutores de descida, é válido frisar que eles precisam estar presentes a cada 20 metros, no máximo. É preciso ter em mente que a ausência de um sistema SPDA, ou qualquer outro sistema adequado de proteção, pode acarretar uma série de problemas.

Além da vulnerabilidade às possíveis catástrofes que podem ocorrer por conta das quedas de raios, também pode resultar em um imenso prejuízo para todos, já que se corre o risco de percorrer instalações elétricas e queimar uma série de aparelhos.

Tamanho adequado

Dependendo do tamanho dos edifícios, será necessário que o SPDA seja diferente. Ou seja, em prédios com mais de 60 m, é necessário que o SPDA esteja presente também na fachada do prédio. A intenção é que ele cubra, pelo menos, 20% de sua altura total.

Logo, se um prédio possui 60 m, ao menos 12 m de fechada precisam estar protegidos. Além disso, negligenciar essa regra pode colocar seriamente em risco todos os presentes no local.

Vistoria e inspeção

Para manter o SPDA em perfeito funcionamento e protegendo o condomínio de maneira correta, é preciso que seja realizada uma vistoria semestral. Anteriormente, a vistoria poderia ser realizada anualmente. No entanto, observou-se que quanto menor o prazo de vistoria, maior eficácia o SPDA apresentava.

Além disso, é preciso ressaltar que a inspeção deve ser realizada com um profissional que tenha a devida habilitação e especialização para realizar a função. Ademais, caso haja alguma instalação de tubulação ou expansão do imóvel, é preciso averiguar se o SPDA ainda está devidamente de acordo com a norma e funcionando corretamente.

ASC Service

A ASC Service atua no segmento de infraestrutura predial, prezando principalmente pela gestão condominial e imobiliária, conservação, limpeza, entre outros. Atuamos há mais de 20 anos no mercado e, a cada dia, nos mostramos mais consolidada e próxima de nossos clientes. Caso haja dúvidas em relação ao SPDA, descubra o melhor caminho a seguir entrando em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *