Fiquei preso no elevador! E agora, o que fazer?
13 de dezembro de 2019
Economizar nas contas do condomínio: 6 dicas de ouro
20 de dezembro de 2019

Diferenças entre as responsabilidades do síndico e da administradora de condomínio

Apesar de ambos exercerem um papel de comando em um condomínio, há uma série de diferenças entre as responsabilidades do síndico e da administradora do condomínio. As rotinas se diferem pois, em muitos casos, há uma empresa terceirizada realizando a gestão, enquanto um síndico está presente para resolver problemas do dia a dia, garantindo o bom funcionamento do conjunto.

No entanto, mesmo atuando como um representante legal do espaço, o síndico pode optar por repassar todas as suas tarefas para que a administradora terceirizada possa desempenhar todas as ações sozinha.

Neste caso, é necessário realizar uma reunião prévia com todos os moradores. O próximo passo é haver concordância da maioria sobre as possibilidades na contratação da prestadora de serviços.

Funções do síndico

Por atuar como representante legal do empreendimento, é o síndico que deve brigar por todos os interesses do local. Por isso, ao entrar uma empresa contratada, ele poderá definir quais atribuições ele não terá a necessidade de cuidar.

Entre as principais funções, está a apresentação de toda a prestação de contas do condomínio, independentemente se o sistema contábil foi terceirizado. Toda a responsabilidade sobre este fator permanece com o representante legal, segundo o Código Civil Brasileiro.

O síndico também deve realizar a cobrança em relação aos inadimplentes, estabelecendo prazos e analisando qual a situação financeira do espaço.

A contratação dos fornecedores e o zelo pelo bom serviço também entram nas missões destes profissionais, que devem ser responsáveis por verificar quais são as prioridades para o espaço.

Sempre que julgar necessário, o síndico também pode realizar uma assembleia com todos os moradores, além de cobrar obediência aos regimes internos decididos pelo grupo e impor as devidas multas em caso de infrações.

Este profissional também deve ficar atento ao seguro obrigatório do condomínio e promover todas as manutenções necessárias. Além disso, deve manter o diálogo com todos os moradores para manter a ordem entre eles.

Funções da administradora de condomínio

Entre as responsabilidades do síndico e da administradora de condomínio, é preciso destacar que a terceirizada deve ser tratada como uma prestadora de serviço, que facilita a gestão de todo o espaço. Tounou-se fundamental cobrar da empresa que arque com as responsabilidades previstas em contrato.

Assim, analisando os principais itens propostos para administradoras, podemos destacar alguns pontos. Entre eles, a gestão administrativa e financeira (caso a responsabilidade seja designada) e a gestão de recursos humanos (selecionando os profissionais capacitados).

Também há a responsabilidade sobre assuntos jurídicos. A empresa vai determinar o que será feito em caso de processos entre moradores ou inadimplência.

Normalmente, as empresas disponibilizam uma estrutura disponível por 24 horas, com funcionários de plantão, para oferecer o melhor serviço aos condomínios.

Mesmo assim, é muito importante ter todos os pontos da prestação de serviços detalhados em um contrato. É uma forma de evitar conflitos posteriores em relação ao que a administradora promete e não é capaz de cumprir.

A ASC Service conhece bem as responsabilidades do síndico e da administradora de condomínio, prestando este tipo de serviço de forma transparente, prática e eficiente. Conheça todas as vantagens que você terá ao fechar uma parceria com nossa empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *