Como um sistema de votação (keypad) pode ajudar no dia a dia dos condomínios
4 de junho de 2019
Conheça as mais comuns fraudes em condomínios e uma dica de ouro para evitá-las
17 de junho de 2019

Os 7 passos que você deve seguir para preparar uma eleição de síndico

A eleição de síndico é daqueles assuntos que pode render de indiferença a empolgação, dependendo do condômino e do local onde ocorre a disputa.

Enquanto que em muitos condomínios a eleição atrai pouco interesse, já em muitos outros lugares há verdadeiras campanhas eleitorais para a definição do cargo.

Acompanhe os 7 passos necessários para se realizar uma eleição organizada e tranquila.

Passo 1 – Verifique a regulamentação interna

Consulte documentos, convenção e atas de assembleias anteriores para tomar conhecimento quanto aos prazos para convocação das eleições.

Respeitar esta norma interna é importante para não correr o risco de a eleição ser impugnada por não cumprir o regulamento.

Além do prazo, verifique que as regras internas preveem situações como participação de chapas na eleição ou outras questões que podem ser questionadas. Se necessário, convoque uma assembleia para definir as regras da eleição.

Passo 2 – Realize uma boa comunicação

Utilize todos os canais de comunicação possíveis para avisar os condôminos quanto à eleição do síndico, os prazos e regras para participação.

Além de diversificar os locais de exposição dos comunicados, é importante também criar um calendário de divulgação.

Por exemplo, faltando 30 dias, enviar um comunicado bem objetivo apenas avisando da ocorrência da eleição. Com 15 dias, outro aviso mais detalhado. Restando apenas uma semana, lembrando sobre o evento.

Passo 3 – Crie guias de orientação

Em alguns condomínios, a disputa na eleição para síndico é tradicional e bem acirrada. Nestes locais, é comum se formarem chapas.

Prepare um breve documento de orientação para quem está interessado em participar, mas tem dúvidas quanto às regras.

Passo 4 – Organize a campanha

Muitas eleições para síndico são decididas na base da camaradagem e da popularidade dos candidatos. Entretanto, tem aumentado as eleições em que se realizam verdadeiras campanhas entre os pleiteantes ao cargo.

Se for o caso, defina como a campanha poderá ocorrer e em que prazo. Definir que tipo de divulgação pode ocorrer, como e onde evitará muitas discussões posteriores.

Dependendo do tamanho do condomínio, até a realização de um debate entre os candidatos poderá ser útil para falar sobre os problemas e suas possíveis soluções.

Passo 5 – Mantenha a harmonia

Normalmente, a eleição de síndico ocorre com certa tranquilidade e algumas chegam a ser ignoradas pela maioria dos condôminos.

Porém, quando a campanha envolve vários candidatos, podem ocorrer embates que podem ir da disputa saudável até bate-bocas desnecessários.

Quem está organizando a eleição deve manter contato permanente com os competidores a fim de aparar arestas na comunicação e manter o clima de amizade.

Passo 6 – Estruture a votação

Outro planejamento que deve ser bem realizado para evitar dores de cabeça é quanto ao dia da eleição. Da mesma forma que uma votação para cargos públicos, é importante pensar em tudo que pode dar errado no dia.

Geralmente, a eleição é feita em uma assembleia específica e de maneira aberta onde os presentes manifestam seus votos ao levantarem o braço.

Alguns condomínios, optam por realizar uma votação através de voto secreto depositado em uma urna. Seja qual for o método que tenha sido definido no regulamento interno, é importante prever situações que podem atrapalhar a votação.

Questões como candidatos aptos a participarem, lista de inadimplentes que não podem votar e uso de procurações são itens que geram dúvidas que a comissão organizadora deve estar preparada para responder.

Passo 7 – Organize a transição

Antes mesmo da realização da eleição, é importante preparar a documentação que o novo síndico receberá ao tomar posse.

Condomínios antigos possuem vários documentos que devem ser organizados como as prestações de contas, registros de atos e assembleias, entre outros. Em caso de um condomínio novo, é bom separar todos os documentos e informações quanto às questões legais e estruturais.

Muitos síndicos novatos carecem de um acompanhamento e orientação para se adaptarem neste período de transição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *