Segurança contra incêndios deve ser levada a sério nos condomínios
12 de fevereiro de 2020
Síndico recebe salário? O que determina a lei? Entenda aqui!
14 de fevereiro de 2020

Gestão de prioridades no condomínio: dicas de boas práticas

A gestão de prioridades no condomínio é um assunto que deve estar sempre presente. Afinal de contas, se não houver uma classificação de prioridades, dividindo-as pelo grau de urgência e importância, a administração se torna um árduo desafio.

De fato, é possível que todas as necessidades sejam supridas. Entretanto, para isso, a gestão de prioridades no condomínio é indispensável. É através dela que são decididas quais necessidades devem ser adiadas de modo que as prioritárias sejam atendidas imediatamente.

Sem dúvida, ao definir como será a gestão no condomínio, o síndico tende a cometer menos erros administrativos. Assim, consegue um melhor cumprimento de seus trabalhos de rotina.

A seguir, confira quais os principais pontos de uma gestão de prioridades no condomínio!

Gestão de prioridades no condomínio

Abaixo, separamos três pontos que merecem maior atenção na gestão de prioridades no condomínio. É importante ressaltar, por outro lado, que o síndico deve estar sempre atento a manutenções e melhorias em geral, elencando por grau de necessidade.

Segurança

Sem dúvida, seu condomínio deve ser um lugar seguro para se viver. Isso significa que você precisa investir em sistemas críticos de segurança de vida como, por exemplo, estrutura, manutenção de equipamentos, alarmes de incêndio e detectores de fumaça, etc.

Medidas apropriadas para segurança física não podem faltar em uma gestão de prioridades no condomínio. Afinal, é sua tarefa fornecer um lar seguro para todos. Contudo, é fato que você deve equilibrar isso com as finanças.

Encontrar o melhor custo benefício é o desafio aqui. Certifique-se de contratar bons consultores e fornecedores que lhe dirão a verdade para que você possa tomar a melhor decisão possível.

Finanças

De fato, o condomínio deve ser estável financeiramente. Em suma, você precisa trazer mais dinheiro do que investe. Você precisa ter dinheiro para manter o condomínio, tanto a curto prazo (operações) quanto no longo prazo (reservas).

Você precisa garantir que não está gastando dinheiro em coisas secundárias e desnecessárias no momento, por exemplo. Lembre-se sempre que você está representando o condomínio, não um único proprietário. Assim, você tem que fazer o que é certo para o grupo.

Confiança

Sendo o mais abrangente possível, você precisa ter um ambiente de confiança e transparência. Os proprietários que desejam obter informações às quais têm direito devem ter acesso a elas.

O conselho deve compartilhar não apenas o que é legalmente exigido, mas, quando apropriado, o que é de bom tom. As decisões não devem ser tomadas em segredo. Afinal, sem confiança, sua gestão perderá crédito e gerará desconfianças quanto a sua administração.

Lembre-se sempre que os moradores devem opinar sobre as principais prioridades do condomínio. Em caso de dúvida, eles são princípios orientadores que garantirão que você tome as decisões corretas. Isso, sem dúvida, dará um norte à sua gestão de prioridades no condomínio.

Considerações finais

Gostou das dicas de gestão de prioridades no condomínio? A ASC Service é uma empresa focada em ajudar você a realizar uma melhor administração, otimizando-a em todos os âmbitos. Conheça mais a respeito de nossos serviços hoje mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *