Os 7 passos que você deve seguir para preparar uma eleição de síndico
17 de junho de 2019
A importância de um bom demonstrativo financeiro para o condomínio
18 de junho de 2019

Conheça as mais comuns fraudes em condomínios e uma dica de ouro para evitá-las

Para evitar fraudes em condomínios, é importante estar por dentro dos golpes mais comuns. Embora seja uma prática creditada aos síndicos, as fraudes em condomínios não acontecem somente por parte deste cargo.

As fraudes podem envolver demais funcionários, tais como administradores, membros de comissões e conselhos, zeladores e gerentes prediais. É importante ressaltar, assim sendo, que uma gestão transparente é indispensável quando tocamos no assunto fraudes em condomínio.

De mesmo modo, o conhecimento de causa auxilia os moradores a atentarem para os comportamentos suspeitos e reconhecerem uma má gestão. Abaixo, vamos orientar você sobre as principais fraudes praticadas em condomínios e oferecer uma dica de ouro para preveni-las.

Quais as fraudes em condomínio mais praticadas?

1. Acordo com contrato superfaturado

A elaboração de um contrato superfaturado é uma das maneiras mais usadas na hora de fraudar as contas do condomínio. A prática fraudulenta consiste em um acordo estipulado junto de uma prestadora de serviços, na hora da manutenção de equipamentos, contratação ou compra de serviços e produtos.

O acordo ocorre a partir de negociações com empresas contratadas, sugerindo a cobrança de um preço maior pelo serviço, produto ou manutenção. A melhor forma de evitar esse tipo de fraude em condomínio é fazendo um orçamento dos custos com os demais moradores e membros.

2. Reformas incompletas no condomínio

Outra prática recorrente entre as fraudes em condomínios são as obras de infraestrutura iniciadas e não finalizadas por carência de verba. Se a obra está parada no condomínio sem explicações prévias e aparentes, os moradores podem estar diante de um desvio fraudulento de verbas.

Um modo de evitar essas fraudes em condomínios é solicitando à administração ou síndico provas documentadas para comprovar o andamento da obra. É recomendado também que os membros solicitem acesso aos comprovantes de pagamento devidos à empresa contratada para os projetos.

3. Fraude por desvio de verbas e recursos

O desvio de verbas não ocorre somente a partir de obras não finalizadas. O caso mais tradicional de aplicar uma fraude por desvio de recurso é não registrando as receitas ou, ainda, não lançando a entrada de dinheiro no registro do caixa.

Tantos síndicos quanto administradores podem empregar um desvio de verbas partindo da contratação de serviços enganosos e desnecessários ao condomínio. Além de cobrar valores excessivos, podem também extraviar materiais e retirar saques sem o devido comprovante.

Para evitar essas fraudes em condomínios, é necessário implantar ao corpo condominial um rígido conselho fiscal.

Como se prevenir das fraudes? Temos uma dica de ouro para você!

A forma mais indicada de prevenir o condomínio de fraudes é estando a par da administração de contas. Mas, a dica de ouro para ficar descansado é terceirizar o serviço para uma empresa de confiança.

A ASC Condomínios oferece assessoria ao síndico de maneira simples e transparente, na área jurídica e contábil. A ASC ainda disponibiliza serviços de segurança condominial, autorizada pela Polícia Federal, de modo a aumentar a segurança do condomínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *