Como cuidar da saúde dos pets durante o isolamento?
16 de setembro de 2020
Garantia locatícia: entenda o que é e como funciona
21 de setembro de 2020

Comunicação não violenta em condomínios é tendência em época de pandemia

É comum que o estresse cotidiano em época de pandemia esteja mais alto que o comum. No entanto, nesses momentos é indispensável que haja uma comunicação não violenta em condomínios. Dessa forma, pode-se estabelecer a empatia e compreensão na comunidade condominial.

Por que a comunicação não violenta em condomínios é importante?

Seja em uma pequena residência individual ou em um condomínio em que se concentra uma grande quantidade de pessoas, a comunicação não violenta em condomínios é essencial. Afinal, é importante estabelecer a calma e a comunicação racional no ambiente.

Mesmo em épocas de pandemia onde as pessoas estão preocupadas e naturalmente estressadas, a comunicação não violenta em condomínios colabora muito. Dessa maneira, evita-se uma série de discussões e brigas entre condôminos e até mesmo entre familiares.

Como funciona?

Implementar a comunicação não violenta em condomínios é mais difícil do que se imagina. Afinal, é algo que exige um grande esforço mental para que as pessoas não ataquem umas às outras. Para exemplificar, a comunicação não violenta pode ser feita da seguinte forma:

  • Observar em vez de julgar;
  • Analisar os sentimentos antes de falar;
  • Ser empático com as necessidades de cada um;
  • Pedir, em vez de ordenar.

Dessa maneira, pode-se estabelecer uma comunicação sem tantos julgamentos e fazer com que as pessoas entendam de maneira mais prática e eficaz como devem realizar determinada ação, por exemplo.

Como colocar em prática a comunicação não violenta?

A comunicação não violenta em condomínios pode ser colocada em prática de maneira simples. Basta, antes de tudo, ter profunda educação na comunicação para com os moradores do condomínio, bem como funcionários em geral.

Um exemplo clássico e que vem incomodando muitas pessoas é a falta de cuidado na hora de adentrar o local. Na hora de entrar, por exemplo, muitos locais solicitam a retirada do sapato. Logo, mesmo que o condômino esqueça, é preciso lembrá-lo de forma educada.

Em vez de utilizar:

“Você esqueceu de tirar os sapatos!”

Opte por:

“Observei que você não tem o costume de tirar o sapato. Porém, infelizmente isso pode ser prejudicial no momento, por conta da pandemia. Como nós precisamos zelar pelo local, poderia, por gentileza, tirá-los para entrar em casa? Eles podem ser deixados próximos à porta sem problema algum.”

Métodos que pode ajudar na comunicação não violenta

Uma das melhores formas é utilizar a tecnologia a seu favor. Enviar lembretes educados através dos grupos de WhatsApp do condomínio pode ser uma boa ideia. Ou então, se necessário, também é possível conversar através do WhatsApp com um condômino em específico.

Uma questão que deve ser sempre levantada em relação à comunicação não violenta é a utilização da empatia e educação sempre em primeiro lugar. Logo, é indispensável conversar com cautela e naturalidade, sem pressionar a pessoa, mas sempre deixando claro a necessidade de realizar determinada tarefa e ter atenção na mesma.

Métodos mais efetivos de gestão

Por incrível que pareça, a comunicação não violenta em condomínios pode pedir uma gestão mais apurada e experiente para implementar. Logo, os serviços da ASC Service tornam-se uma ótima opção. Com grande experiência no mercado, oferecemos oferece serviço ágil, transparente e profissional. Entre em contato hoje mesmo e conheça nossas soluções!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *