Como se preparar para períodos de fortes chuvas na cidade? Como evitar danos ao condomínio?
21 de abril de 2019
Como fazer uma campanha de vacinação nos condomínios?
24 de abril de 2019

Como o síndico deve agir para manter a boa convivência e evitar atritos entre vizinhos no condomínio?

Dentre as muitas atribuições de um síndico, manter a boa convivência e evitar os atritos entre vizinhos no condomínio é uma das tarefas mais importantes e complicadas. Assim, como qualquer outro local composto por grupos de pessoas, os condomínios dependem das interações entre indivíduos completamente diferentes para que tudo funcione harmoniosamente.

Cada pessoa possui personalidade, necessidades e expectativas próprias que fazem com que, às vezes, ocorram desentendimentos. É papel do síndico agir como conciliador, orientando os comportamentos e incentivando o bom convívio entre todos.

Comunique e conscientize sobre as regras do condomínio

Um dos principais motivos para os atritos entre vizinhos é o respeito às regras do condomínio. Questões como barulho, estacionamento e animais de estimação costumam representar a maioria dos motivos de discórdias.

Além de deixar claro as principais regras de convívio, é importante que o síndico adote uma rotina de periodicamente relembrar as normas que garantem a tranquilidade e evitem desentendimentos entre os condôminos.

Deixar as normas muito claras para todos, principalmente aquelas novidades decididas nas convenções do condomínio, evita que se cometam erros por desconhecimento das mudanças ou por falta de costume sobre a vida em condomínio.

Relacione os problemas mais comuns no condomínio e crie estratégias de comunicação para aumentar o conhecimento sobre as regras e a conscientização da importância destas normas para o bom convívio de todos.

Mantenha uma postura transparente e imparcial

Quando a situação não é resolvida diretamente entre os vizinhos, ela vai parar na mesa do síndico para que seja tomada uma decisão. Neste momento, a postura do síndico determinará como suas orientações ou decisões serão vistas pelos condôminos.

Saber ouvir todas as partes sem pré-julgamentos, evitar fofocas e agir com imparcialidade é imprescindível para o bom trabalho do síndico e o respeito às suas determinações. Seja transparente, invista na comunicação e incentive sempre a busca pelo entendimento.

Gentileza e cordialidade devem ser regra de tratamento com todos

Certifique-se que os funcionários do condomínio sempre sejam atenciosos e respeitosos com todos. Agir com tranquilidade, educação e inteligência emocional evita que pequenos problemas se transformem em grandes confusões.

Educação e gentileza tornam as relações mais agradáveis, diminuem momentos de tensão e servem de exemplo de comportamento para todos que convivem no condomínio.

Use as reuniões para esclarecer dúvidas e orientar os condôminos

Assuntos que geram desentendimentos, como disputas nas garagens, comportamentos das crianças ou questões quanto a animais de estimação, são temas que podem ser tratados nas reuniões formais do condomínio ou nas conversas informais do síndico com os condôminos.

O síndico deve aproveitar todas as oportunidades para orientar funcionários e condôminos quanto as regras vigentes e as atitudes que facilitem o dia a dia e que evitem atritos entre os vizinhos no condomínio.

Incentive as interações entre os condôminos

Sempre que possível, o síndico deve incentivar que os condôminos participem de ações em conjunto que visem favorecer as relações e a convivência. Épocas festivas como festa junina, copa do mundo ou Halloween são ótimas oportunidades para os vizinhos se conhecerem melhor, estreitarem o relacionamento e desenvolverem empatia uns pelos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *