A importância de um bom demonstrativo financeiro para o condomínio
18 de junho de 2019
7 erros na gestão do condomínio que devem ser evitados a todo custo
24 de junho de 2019

Auditoria em condomínios: como funciona e qual sua importância?

Além das questões cotidianas, a administração de um condomínio também envolve lidar com questões complexas como dinheiro, obras, compra de mercadorias, entre outras. Por isto, a realização de auditoria em condomínios é um tema cada vez mais frequente entre condôminos a fim de assegurar a transparência das informações.

Vejamos agora como funciona este tipo de auditoria, quais são suas implicações e que cuidados se deve tomar para evitar problemas durante sua realização.

Tipos de auditoria em condomínios

De maneira geral, existem dois tipos de auditoria em condomínios: a preventiva e a investigativa. O formato mais adequado dependerá da necessidade do síndico ou dos condôminos.

A auditoria preventiva tem por objetivo auxiliar na gestão da contabilidade interna, identificando falhas contábeis e prevendo erros que podem se repetir. Geralmente é contratada por condomínios que querem reduzir gastos por meio da revisão dos procedimentos financeiros.

Já a auditoria investigativa é recomendada para situações em que ocorrem desconfianças quanto à forma como as finanças do condomínio estão sendo tratadas. Identificar possíveis fraudes ou situações ilegais na gestão financeira do condomínio é o principal foco de atuação deste tipo de auditoria.

Quem pode solicitar uma auditoria?

Normalmente, é o próprio síndico que verifica a necessidade de uma auditoria nas contas do condomínio e providencia a busca por uma empresa especializada.

Entretanto, caso o síndico não concorde com esta verificação, é possível que o conselho fiscal solicite o procedimento ou que os condôminos consigam a autorização por meio da aprovação em uma assembleia.

Como é feita a auditoria em condomínios?

Definida a empresa que realizará a auditoria, é importante se discutir em assembleia questões relacionadas como a forma de pagamento do serviço e o apoio que os auditores irão precisar para acessar os documentos necessários.

Ao final do processo de auditoria, será produzido um relatório com as informações obtidas a partir dos dados levantados.

Este parecer técnico sobre as contas do condomínio ajudará a tornar a administração mais segura e eficiente, evitando desperdícios ou fraudes.

Qual a importância da auditoria em condomínios?

A auditoria das finanças internas é uma prática que vem sendo adotada cada vez mais por condomínios de todos os formatos e tamanhos. Poder acompanhar o fluxo de caixa e o pagamento de contas é um dos principais benefícios deste tipo de ação.

Evitar fraudes é outro grande objetivo deste tipo de averiguação. Através da verificação minuciosa dos dados financeiros, é possível identificar falhas na gestão e até desvios éticos.

O trabalho dos auditores pode ajudar a evitar práticas ilegais ou recolher provas contra fraudes que se comprovem durante a investigação.

O auxílio na gestão condominial é outra grande vantagem deste tipo de auditoria. Por meio destes levantamentos, o condomínio pode evitar erros, prever ocorrências, diminuir gastos e tornar o uso dos recursos mais eficiente.

Por fim, a auditoria em condomínios acaba indiretamente servindo para medir a eficiência e a transparência da gestão em curso. Muitos síndicos se beneficiam dos resultados da auditoria para demonstrar a gestão correta que estão realizando e, assim, se capitalizarem para suas reeleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *